Publicada 23/11/2020 às 10h | atualizada 23/11/2020 às 14h

Paul McCartney diz que se "comunica" com John Lennon na hora de compor

Paul McCartney e John Lennon no The Ed Sullivan Show (Getty Images)

Mais

Paul McCartney mexeu com o coração dos fãs de Beatles ao dizer que, de certa forma, ainda se "comunica" com John Lennon. A revelação foi feita em entrevista à revista Uncut sobre o seu próximo disco, "McCartney III", que deve ser lançado em 11 de dezembro.

Quando perguntado se ainda "consultava" Lennon na hora de escrever, ele não hesitou ao dizer que sim. "Nós colaboramos um com o outro por tanto tempo. Penso: 'Certo, o que ele acharia disto? O que ele diria agora?'", revelou.

Na entrevista, McCartney revelou que está trabalhando em uma música, mas não consegue encontrar a letra ideal para a faixa. "Este teria sido o ponto em que John e eu teríamos dito: 'Quer saber, vamos tomar uma xícara de chá e tentar repensar isso'", continuou.

O ex-beatle ainda revelou que tem usado a tecnologia para compor. "O problema com os iPhones é que você pode ter uma ideia - “Doo do doo come on bam bam (som de instrumento” - e pensa, 'que bom, vou terminar isso mais tarde'", falou.

"Então você percebe que tem 2.000 dessas ideias no celular!", brincou o músico, falando abertamente que sofre muitas vezes com o bloqueio criativo. "Será que algum dia vou chegar ao final delas?", se questionou.

John Lennon teria completado 80 anos em 9 de outubro. Ele foi assassinado em 8 de dezembro de 1980 por quatro tiros de um fã obcecado em Nova York, nos Estados Unidos, na frente do edifício Dakota, onde morava com a esposa, Yoko Ono, e o filho, Sean.

VOLTAR