Publicada ontem às 08h | atualizada ontem às 08h

Paul Stanley, do Kiss, pede isolamento contra coronavírus

Paul Stanley, guitarrista, vocalista, compositor e fundador da banda Kiss, decidiu usar as redes sociais para demonstrar preocupação em relação à disseminação do novo coronavírus pelo mundo. 

Na quarta-feira passada, dia 11, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de covid-19 e uma série de medidas foram adotadas em vários países do mundo, como restrições de voos, viagens e cancelamentos de eventos públicos, como shows e festivais.

Na conta oficial de Paul Stanley no Twitter, o músico fez um discurso incisivo sobre a possibilidade de o sistema de saúde, sobretudo nos Estados Unidos, não dar conta de atender a todos os pacientes que precisarem ser socorridos devido ao novo coronavírus.

"Por favor! Pode parecer surreal. Pode parecer inconcebível. Estamos prestes a ver doenças, mortes e um sistema hospitalar sobrecarregado nunca visto em nossa vida", escreveu para os seguidores.

Paul Stanley também chamou atenção para a crise econômica que pode ser devastadora para o comércio, prestadores de serviço e outros setores. "As empresas estão fechando. Esta não é uma oportunidade para encontros ou festas. O distanciamento social é o mínimo. Fique em casa!", aconselhou.

VOLTAR