Publicada 10/08/2020 às 07h | atualizada 10/08/2020 às 07h

Stevie Wonder reflete sobre racismo e critica Donald Trump

Stevie Wonder (Photo by Rich Polk/Getty Images for The Recording Academy)

Stevie Wonder gravou um vídeo falando sobre os protestos antirracistas nos Estados Unidos. Refletindo o dia 19 de junho, data na qual é comemorado a emancipação da escravidão no Texas e outros estados do sul dos Estados Unidos, ele disparou críticas contra o presidente Donald Trump.

"É um dia ruim quando eu consigo enxergar melhor do que a sua visão de 2020", ironizou o cantor, que é cego. "Eu ouvi a pessoa no mais alto posto de comando da nação dizer: 'há pessoas boas dos dois lados'. Isso parece algo que se diz sem compromisso. (...) Um dia, você (Trump), com certeza, vai lamentar."

O cantor lamentou o assassinato de George Floyd, cidadão negro sufocado até a morte por um policial branco, e relembrou a luta por igualdade racial de Martin Luther King. "Qual é a sensação de comemorar a liberdade que ainda estamos lutando para ter? Hm, pareceu e ainda parece muito familiar. Eu conheço esta dança, eu já ouvi estas músicas", relembrou.

Por fim, no vídeo intitulado "O Universo Está a Nos Observar", Wonder pediu que os estadunidenses não deixem de acreditar na política, o instrumento de mudança na sociedade. "Mexam os seus pés em direção às urnas e usem as mãos para votarem. Temos o poder de votar e podemos mudar", finalizou.

VOLTAR