PF abre inquérito contra deputado General Girão por incitar atos do 8 de janeiro

25 de Agosto 2023 - 07h14

A Polícia Federal (PF) instaurou uma investigação contra o deputado federal General Girão (PL-RN) por suspeita de incitação a atividades antidemocráticas, alegadamente ocorridas após as eleições de 2022 e os eventos de 8 de janeiro.

De acordo com a PF, o General Girão teria feito publicações em redes sociais e aparecido em vídeos que poderiam, em teoria, gerar tensões entre as forças armadas, as instituições constitucionais e a sociedade.

O relatório da PF detalha que o parlamentar teria coordenado um grupo com o objetivo de "persistir na intenção de cometer atos contrários ao Estado Democrático de Direito", chegando supostamente a efetuá-los.

Entre as ações mencionadas e investigadas pela PF estão: alegada tentativa de subverter, por meio de violência ou grave ameaça, o Estado Democrático de Direito, bem como a suposta tentativa de remover, através de violência ou grave ameaça, um governo legitimamente estabelecido.

O comunicado sobre a abertura da investigação foi emitido pelo delegado federal Victor Menezes na quinta-feira (24) e encaminhado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que é o responsável pelo inquérito relacionado ao General Girão.

Por fim, o delegado destacou que não seria mais necessário solicitar às plataformas Meta e Twitter que preservassem as postagens de Girão, uma vez que essas postagens já teriam sido coletadas e mantidas. Agora, a PF procederá à análise do material e posteriormente questionará o deputado sobre o conteúdo das postagens.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado